Pesquisar
Close this search box.

Canal de Denúncias nas empresas: como ele opera na gestão de riscos?

Tempo de Leitura: 6 Minutos

A Gestão de Riscos é uma atividade indispensável em todas as organizações.

É por meio dela que se identificam possíveis problemas financeiros, operacionais e legislativos.

Gerir riscos é avaliar a situação da empresa em todos os níveis, apontando pontos fracos e falhas passíveis de gerar problemas ou mesmo uma crise na organização.

O Canal de Denúncias é uma ferramenta para recolhimento de relatos sobre irregularidades e más condutas dentro da empresa, auxiliando também na prevenção de situações adversas para a organização.

Neste artigo, vamos entender como o Canal de Denúncias auxilia a Gestão de Riscos, apontando a importância de sua presença nas empresas para a melhoria da produtividade, do clima organizacional e de seu funcionamento geral.

Gestão de riscos e sua importância para as empresas

A Gestão de Riscos(1) é um grande componente das medidas de segurança de uma empresa. Consiste num programa de identificação, avaliação e mitigação dos riscos que podem afetar uma organização.

A Gestão de Riscos se dá, resumidamente, sob três diferentes aspectos(2):

  • econômico: efeito no fluxo de caixa da empresa, ameaças ao capital de giro e patrimônio líquido. Deve-se evitar problemas como endividamento, inadimplência, lucratividade.
  • operacional: problemas associados a pessoas, processos, sistemas e operações em geral.
  • legal: questões que colocam a empresa em ameaça com relação ao cumprimento da legislação.

Assim, pode intervir(3) na prevenção de acidentes de trabalho, acidentes ambientais, fraudes financeiras, processos judiciais, erros de logística e problemas de estoque.

Num procedimento de Gestão de Riscos, todas as falhas e problemas possíveis de ocorrer são identificados, e se define em qual posição a empresa está para evitá-los ou corrigi-los caso venham a ocorrer.

Importante salientar que a Gestão de Riscos deve conter algumas etapas para, de fato, surtir o efeito desejado. Por exemplo:

Identificação dos Riscos

Nesse momento, a organização deve utilizar uma metodologia confiável para, seguindo seus passos, cobrir todos os fatores primordiais e específicos passíveis de surgirem riscos. Cabe também envolver, nessa fase, os profissionais mais capacitados para auxiliar nessa identificação, lembrando sempre que são as pessoas mais próximas dos riscos que podem mais facilmente os reconhecer.

Categorização dos riscos

É provável que muitos riscos sejam identificados na fase anterior e, nem sempre, a instituição tem recursos suficientes para combater todos eles. Assim, priorizá-los conforme um determinado critério é salutar. Normalmente, avaliam-se os riscos quanto ao seu impacto e a probabilidade de ocorrência. Dessa forma, pode-se definir onde a entidade vai investir seus recursos para uma efetiva mitigação.

Definição das medidas

A partir da priorização dos riscos, na fase anterior, os participantes do processos devem definir quais são as medidas a serem implementadas, com a finalidade de não permitir que os riscos conhecidos se concretizem na prática. Nesse momento, habitualmente, os riscos mais severos e significativos terão maior atenção, recebendo as medidas mitigadoras mais importantes e onde a alocação de recursos será mais expressiva. Para os riscos de importância intermediária, caberá à organização a decisão de definir ou não medidas. E para os riscos menos relevantes, as empresas tendem a mantê-los sem nenhuma ação, porém, sob o vigiar dos responsáveis. Além disso, podem existir riscos consideráveis que fazem parte da estratégia da organização, ou seja, mesmo os conhecendo, os executivos podem decidir mantê-los sem nenhuma ação.

Implementação das medidas

Conhecendo as medidas mitigadoras estabelecidas e aprovadas pela Alta Direção, chegou a hora de colocá-las em prática. Um plano de ação, com cronograma, responsáveis e recursos necessários, é o esperado. O responsável pelo processo deve não apenas avaliar o cumprimento desse plano, mas, principalmente, estar atento à verdadeira mitigação dos riscos identificados na primeira etapa desse processo. Informar periodicamente a Alta Direção do andamento dos trabalhos também é uma providência essencial, inclusive para a preparação do próximo ciclo, visto que esse é um processo contínuo e deve ser constantemente revisitado, pelo dinamismo dos cenários envolvidos. 

Relação entre Canal de Denúncias e a Gestão de Riscos

Em geral, as irregularidades ocorrem distante dos olhos dos gestores, supervisores ou daqueles que deveriam evitá-las. No entanto, quase sempre há pessoas que ficam sabendo ou suspeitam de algum indício e, desse modo, precisam de um meio para poderem trazer o fato à tona.

Assim, o Canal de Denúncias surge como o instrumento mais poderoso na identificação de irregularidades, desvios de conduta e ilicitudes, estando disponível aos colaboradores, fornecedores, consumidores e clientes. Contudo, ele precisa proporcionar a devida segurança e credibilidade para as pessoas se manifestarem sem receios.

Para conseguir essa condição, deve garantir a confidencialidade, permitir o anonimato, apresentar-se acessível a todos os públicos e a qualquer momento (24 horas por dia, 7 dias por semana), oferecer segurança da informação (contra vazamentos ou invasão de hackers), além de diversas outras funcionalidades.

Com um Canal de Denúncias efetivo, a organização e as pessoas colhem benefícios diretos

  • prevenção de assédio, discriminação e outros tipos de violência no trabalho;
  • prevenção a fraudes, corrupção, desvios de ativos, conflitos de interesses e outros problemas que corroem a lucratividade da empresa;
  • fortalecimento da cultura de integridade e ética;
  • melhoria do ambiente de trabalho, clima organizacional e satisfação das pessoas;
  • geração de efeitos positivos e significativos na produtividade, lucratividade e competitividade das empresas;
  • melhora da imagem, da marca e da reputação da instituição.

Todos esses efeitos são consequências naturais da possibilidade de se identificarem os desvios de conduta. A denúncia em si forçará uma apuração rápida e, se comprovada, permitirá à entidade sanar essa questão. 

Ao mesmo tempo, pessoas propensas a cometer irregularidades vão pensar duas vezes antes de colocar seus planos em prática, sob o receio de serem identificadas. Assim sendo, o canal age não somente na detecção e correção de irregularidades, mas também na sua prevenção.

Dessa forma, o Canal de Denúncias coleta informações valiosas para a sua tratativa imediata, que é o usual, entretanto, o conjunto delas, se analisado com cautela, apontará para questões sistêmicas que devem ser tratadas no processo de Gestão dos Riscos.

Imagine, por exemplo, se são identificados casos de conflito de interesses em localidades diferentes, porém, envolvendo situações similares. Ou se surgem denúncias de teor análogo em vários departamentos a respeito de descumprimento legal, fraudes, furtos, desvios de ativos, entre outros. Quer dizer, é bem provável haver uma vulnerabilidade generalizada a ser tratada na empresa como um todo e não pontualmente, como se fosse uma denúncia isolada.

Dessa maneira, o Canal de Denúncias funciona também como uma fonte para identificação de risco. Isto é, torna-se um dos pontos de partida para a Gestão de Riscos numa organização. 

combate à discriminação canal de denúncias

Conclusão

A Gestão de Riscos é parte fundamental da gestão abrangente de uma organização.

É por meio dessa atividade que se previnem questões legais, acidentes, perdas financeiras, desperdícios, entre outros problemas.

O Canal de Denúncias é um forte aliado à Gestão de Riscos por servir de fonte na identificação de ameaças ao bom funcionamento da organização.

Portanto, ter um Canal de Denúncias serve para a prevenção e o combate de irregularidades, trazendo mais segurança e gerando mais produtividade numa organização, além de fortalecer e desenvolver os processos da Gestão de Riscos.

Fontes:
(1) https://tinyurl.com/u6nxa93x
(2) https://tinyurl.com/mr2ztbxb
(3) https://tinyurl.com/ykh8nmmk

4.8/5 - 328 votos

Solicite um orçamento gratuito em apenas 3 passos:

Saiba como contratar em apenas 3 passos: