Pesquisar
Close this search box.

Burnout e Boreout: conheça as síndromes que podem surgir no ambiente de trabalho

Menu do Artigo

Tempo de Leitura: 5 Minutos

Você já ouviu falar em burnout? E em boreout? Ambas as síndromes estão diretamente relacionadas à rotina de trabalho, e podem acabar afetando a saúde mental do quadro de funcionários de uma empresa.

De forma geral, podemos dizer que esses distúrbios funcionam de forma inversa: enquanto um é causado pelo excesso de trabalho, o outro surge com a ociosidade e o baixo nível de exigência no cargo ocupado.

Apesar de causas diferentes, alguns sintomas e consequências são bem similares. Afinal, ambas as síndromes podem causar exaustão, desmotivação, baixa autoestima, ansiedade, depressão, falta de produtividade e queda na criatividade. 

Para prevenir o burnout e o boreout e trazer mais qualidade de vida para o ambiente de trabalho, é necessário que as lideranças e o setor de Recursos Humanos trabalhem juntos em prol de um equilíbrio na organização e nas rotinas dos colaboradores.

O que é burnout?

O burnout é um esgotamento profissional(1) que surge como consequência do estresse constante e excessivo no trabalho. 

Gera exaustão emocional, física e mental, e costuma ocorrer quando há acúmulo de tarefas, alto nível de exigência e um sentimento frequente de pressão.

Se apresenta através de sintomas físicos e mentais, como:

  • Cansaço;
  • Dor de cabeça;
  • Enxaqueca;
  • Insônia;
  • Pressão alta;
  • Problemas gastrointestinais;
  • Tensão muscular;
  • Baixa produtividade e frustração.

Muitas vezes, o burnout se mostra através da ineficácia e cinismo no dia a dia, fazendo com que o indivíduo perca energia, entusiasmo e confiança na hora de executar o seu trabalho. 

O que é boreout?

O boreout(2), por outro lado, aparece quando há um baixo nível de exigência, e o profissional se sente ocioso na sua atuação profissional. É um estado constante de tédio e apatia nas tarefas do dia a dia. 

Ele pode acontecer quando o profissional é superqualificado para o cargo que ocupa, ou quando as expectativas são superiores ao que o cargo ou empresa oferece. 

Também pode aparecer quando há baixa perspectiva de crescimento dentro da empresa, falta de reconhecimento ou limitações na hora de propor novas ideias e melhorias.

Os sintomas são bem similares aos do burnout, e podem aparecer em forma de:

  • Estresse;
  • Dificuldade de concentração;
  • Baixa autoestima e produtividade;
  • Frustração e falta de motivação no trabalho;
  • Ansiedade;
  • Depressão. 

O boreout, basicamente, é o que acontece quando os profissionais são mantidos dentro da sua “zona de conforto” contra a sua vontade. É a falta de estímulo mental que o trabalho não proporciona, resultando em perda de significado e tédio. 

Como prevenir os casos de boreout e burnout no trabalho?

Duas frentes são muito importantes quando falamos na prevenção dessas síndromes: as lideranças e o setor de Recursos Humanos.

No caso do burnout, as lideranças precisam estar cientes do trabalho de seus liderados, conseguindo identificar se estão sobrecarregados com tarefas difíceis e prazos curtos

É necessário que desenvolvam empatia em relação aos demais, para que possam reconhecer os esforços de suas equipes. Devem participar de treinamentos, se necessário, para que possam aplicar um bom clima organizacional dentro do time. 

Cabe ao setor de Recursos Humanos entender qual é a origem do problema, o que pode ser feito através de pesquisas de clima organizacional e de satisfação dos funcionários.

Além disso, é necessário que os colaboradores e líderes se conscientizem em relação à síndrome, através de ações ou capacitações, e que possam contar com um bom plano de saúde ou benefício específico que ajude a mitigar o problema. 

Quando falamos em boreout, a prevenção também passa por essas frentes. Mas é essencial que a equipe de recrutamento realize processos de seleção mais detalhados e completos, contratando funcionários com perfis que realmente correspondem ao cargo. Nesse caso, um bom plano de carreira também é importante. 

O Canal de Denúncias pode ajudar nos casos de boreout e burnout?

Sabemos que as pessoas são os principais ativos de uma organização. Por isso, precisam estar no centro da atenção dos responsáveis por ela, para que seus talentos não sejam desperdiçados.

Prevenir e tratar casos de burnout e boreout é essencial para que os trabalhadores não sofram consequências dentro e fora do negócio. E para isso, a empresa tem um papel-chave, oferecendo um ambiente de trabalho seguro e íntegro. 

O Canal de Denúncias é um grande aliado na busca por uma cultura organizacional que coloca o bem-estar dos colaboradores em primeiro lugar. Através dele, é possível comunicar condutas que não respeitam a integridade da empresa.

Com a Lei 14.457/22, a implementação de um Canal de Denúncias se torna obrigatória para todas as empresas com CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes e Assédio). 

Parte do Programa Emprega + Mulheres, a lei tem o objetivo de incentivar a manutenção e contratação desse público no mercado de trabalho. Para tal, precisa criar um espaço seguro para a ascensão das profissionais.

A prevenção do assédio moral e sexual ― problemas que podem contribuir com o burnout ― depende de todas as partes envolvidas no trabalho. E quando há transparência e a possibilidade genuína de denunciar más-condutas na busca por um ambiente mais saudável para todos, é possível também mitigar os casos de exaustão física e mental causados pela rotina profissional. 

Conclusão

Infelizmente, o burnout e o boreout estão cada vez mais comuns nas empresas. 

São síndromes diretamente relacionadas ao trabalho, podendo impactar as operações da organização, causando gargalos e consequências na qualidade de vida dos próprios colaboradores. 

Por isso, é fundamental que as instituições promovam procedimentos e políticas adequadas, o que também envolve a implementação de um Canal de Denúncias

Através dele, se efetua uma cultura organizacional de comunicação clara e respeitosa, onde os funcionários têm a liberdade de denunciar situações de trabalho inadequadas. E a empresa, por sua vez, pode zelar por um ambiente seguro a todos.

Fontes:
(1) https://tinyurl.com/yc7u2ffk
(2) https://tinyurl.com/2376tp3a

4.8/5 - 329 votos

Solicite um orçamento gratuito em apenas 3 passos:

Saiba como contratar em apenas 3 passos: