Pesquisar
Close this search box.

Como o Canal de Denúncias ajuda a detectar as fraudes?

mulher com os braços acima da mesa encarando homem sentado, conversando sobre como combater fraude na empresa

Menu do Artigo

Tempo de Leitura: 5 Minutos

O Canal de Denúncias é uma ferramenta que atua na detecção de uma série de irregularidades que podem prejudicar a imagem, os resultados e o ambiente de trabalho das empresas.

Dentre as inúmeras ilegalidades possíveis de serem identificadas pelo Canal, estão as fraudes

Este tipo de prática é absolutamente nociva para negócios de qualquer tamanho ou segmento de atuação.

Mais do que necessário, o combate às fraudes deve ser um compromisso das organizações, para preservar seu crescimento, proteger as pessoas e construir uma Cultura de Integridade.

Neste artigo, você poderá compreender, a partir da contribuição do Compliance Expert, Wagner Giovanini, o panorama geral que envolve o conceito de fraudes corporativas. Além disso, poderá entender melhor como o Canal de Denúncias é capaz de auxiliar na redução dessas ilicitudes. 

Fraudes: o que são e quais os principais tipos?

As fraudes são ações de má-fé executadas por uma pessoa ou um grupo, que pretende levar algum tipo de vantagem, geralmente de caráter financeiro, em transações corporativas.

Estes atos ocorrem às escondidas e são preliminarmente arquitetados, realidade que dificulta o processo de detecção e correção, quando a organização não possui um Canal de Denúncias.

Guiadas pela intenção de enganar, ludibriar ou, até mesmo, prejudicar a empresa, as fraudes podem  ser sistematizadas, segundo o Compliance Expert, Wagner Giovanini, em três grupos distintos:

  • 1 – Corrupção

Aqui temos os subornos, as propinas, as gratificações ilegais e as fraudes em licitações.

  • 2 – Demonstrações fraudulentas
Contrate o Canal de Denúncias

Pertencem a esta classificação as falsificações de dados (em balanços ou registros contábeis), os lançamentos feitos sem documentação suporte, negligência no pagamento de despesas, gestão fraudulenta de resultados, entre outros. 

  • 3 – Apropriação indevida de ativos

São os roubos e furtos de bens da empresa, a apropriação de dados e informações sigilosas, desfalques no estoque ou até mesmo de dinheiro vivo, etc.

É importante sinalizar que, ainda que esses exemplos contemplem as ocorrências mais comuns de fraudes, existe uma série de outras atitudes que podem se enquadrar nessas categorias mencionadas

O impacto dessas ações nas empresas resulta em um prejuízo direto, que pode atingir até 5% do faturamento anual do faturamento bruto, segundo os dados levantados por uma pesquisa da ACFE.

Giovanini sinaliza que o primeiro passo para combater as fraudes é buscar a compreensão sobre os motivos que podem levar alguém a se envolver em um ato fraudulento. 

Confira a seguir os 3 principais motivos que impulsionam a ocorrência das fraudes!

3 causas que motivam a ocorrência das fraudes

  1.  O primeiro grande motivador é a oportunidade

“Talvez a pessoa não estivesse pensando ou planejando fraudar, mas a chance acaba “caindo em seu colo”. Sabe aquele tipo de situação em que “o dinheiro estava ali”, “ninguém estava observando”, “pronto, vou embolsar sem que ninguém fique sabendo!”, explica.

  1. O segundo é a pressão

Um caso que ilustra bem essa situação é quando, por exemplo, um colaborador é pressionado para alcançar uma meta inatingível, sob a ameaça da perda do seu emprego.

Para atingir esse resultado, é muito provável que este funcionário recorra a meios fraudulentos para conseguir o que precisa:

“Ele vai subornar o comprador, vai fraudar seus números… alguma coisa ele irá fazer para atingir aquela meta. Não fosse isso, ele não cometeria essa fraude.”, argumenta Wagner.

Outro tipo de pressão identificada pelo expert é aquela que o funcionário coloca em si mesmo.

“Um colaborador que quer subir rapidamente na hierarquia da empresa, ser promovido. Para isso, ele deseja mostrar que é o melhor [melhor do que ele é de fato, na prática]. Para buscar esse “lugar ao sol”, ele acaba fraudando ou trapaceando, no decorrer da sua trajetória, cedendo a uma pressão que ele mesmo criou”, sinaliza.

Contudo, o especialista expõe que esse tipo de ocasião não deve ser vista de forma generalizada, mas sim como um alerta para a cultura que tem se tornado comum entre “jovens ultra ambiciosos”.

“Este é um risco que tem acontecido ultimamente.”, aponta. 

  1. Por último, a terceira grande causa é a racionalização

A racionalização é a forma de cometer a fraude e se “autoperdoar” por conta disso.

É quando o colaborador sabe que está fazendo algo de errado, mas se apoia em ideias falsas para sustentar o seu erro, como:

“Ah, todo mundo faz isso!”, “A empresa já é rica o suficiente, isso não vai significar nada”, “Ninguém vai perceber que eu fiz isso.”, entre outras justificativas.

Como reduzir os riscos de fraudes?

A essas três causas que listamos, Giovanini assinala a importância de conhecê-las, para criar “antídotos” que vão fortalecer o combate desses comportamentos irregulares:

  • Na perspectiva das oportunidades, é preciso fazer um controle de riscos, ou seja, conter as brechas que podem oportunizar a ocorrência dessas fraudes.
  • Já no caso da pressão, é preciso ter um olhar crítico sobre as metas. É claro que elas precisam ser desafiadoras, porém, ao mesmo tempo, precisam ser possíveis!
  • Por fim, no cenário da racionalização, é preciso comunicar os seus funcionários sobre o caminho certo a ser percorrido (por meio de um Código de Conduta, por exemplo). 

Como identificar as fraudes que podem estar acontecendo na minha empresa?

A resposta é muito simples: implementando um Canal de Denúncias.

Ter um Canal de Denúncias terceirizado, como o da Contato Seguro, é fundamental na detecção das fraudes, para qualquer tipo de empresa, independentemente do seu porte.

Isso porque a ferramenta assegura 100% de sigilo das informações e a possibilidade de anonimato para o denunciante, que se sentirá seguro para relatar a ação fraudulenta que identificar. 

Dados da ACFE também revelam que 40% das fraudes são descobertas através de denúncias feitas pelo Canal.
Além disso, essa plataforma também inibe, automaticamente, 60% da ocorrência de possíveis irregularidades, quando bem implantado e comunicado.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre o conceito de fraude e as possíveis formas de combatê-las no seu negócio, fale com um de nossos especialistas e comece hoje mesmo a implementar o seu Canal de Denúncias. 

4.8/5 - 315 votos

Solicite um orçamento gratuito em apenas 3 passos:

Saiba como contratar em apenas 3 passos: