Sistema Canal de Denúncias para Pequenas Empresas

O combate ao bullying no ambiente de trabalho

Apesar de muitas vezes ser relacionado ao ambiente escolar, o bullying é uma prática negativa que também está presente no dia a dia das empresas. Normalmente, esse comportamento é disfarçado de “brincadeira”, mas pode ter efeitos muito ruins sobre os colaboradores. Por isso, o bullying deve ser combatido, para que se tenha um local de trabalho saudável e respeitoso.

Compartilhar:

O combate ao bullying no ambiente de trabalho com Canal de Denúncia

O combate ao bullying no ambiente de trabalho

Carolina e Yasmin são colegas há pouco mais de seis meses. As duas foram contratadas no mesmo período para trabalhar no setor de Marketing de uma grande empresa da área da saúde. Carolina é a Designer da equipe, e Yasmin divide as tarefas de texto com Marcelo, supervisor da área de Redação.

O clima entre eles é agradável e profissional, sem muita proximidade ou intimidade entre os colegas.

Um dia, Yasmin vai à empresa com uma roupa diferente do comum para o dia a dia de trabalho. Os outros membros da equipe costumam usar vestimentas básicas e sóbrias, como calças jeans, camisas lisas ou com estampas discretas. Mas Yasmin chega vestindo uma blusa larga e colorida e uma saia longa com estampas chamativas.

Os colegas logo passam a trocar olhares de deboche por causa das roupas de Yasmin. Carolina se aproveita da situação e resolve tirar algumas fotos da colega enquanto Yasmin não está vendo e utiliza as imagens para fazer montagens “engraçadas” e espalhar pelas redes sociais. 

Marcelo vê uma dessas imagens que estão sendo enviadas por Carolina e se sente constrangido. Ele sabe que esse tipo de “brincadeira” é uma prática de mau gosto que tem resultados terríveis sobre quem acaba sendo vítima dela. Marcelo, então, procura a gerente da equipe, Roberta, para relatar o ocorrido. 

Mas, ao ouvir a história, Roberta minimiza o caso, dizendo que aquele tipo de piada é comum entre os funcionários e “não passa de brincadeira”. “Não dê tanta importância”, diz ela ao colega.

Marcelo não fica satisfeito com a resposta e segue incomodado. Ele, então, decide buscar o Canal de Denúncias disponibilizado pela empresa para fazer o relato da atitude de Carolina. 

Ao voltar para sua mesa de trabalho naquela tarde, após seu horário de almoço, Marcelo entra no site que a empresa informou e faz seu relato do caso. Ele se sente seguro de poder falar sobre aquela situação e ajudar Yasmin, sem precisar expor-se aos colegas. No próprio site, depois que faz seu relato, Marcelo ainda recebe um número de protocolo com o qual passa a acompanhar o caso denunciado.

Os impactos do bullying sobre os profissionais

Este é um exemplo clássico de bullying entre colegas de equipe. Apesar de muitas vezes ser relacionado ao ambiente escolar, o bullying é uma prática prejudicial que também está presente no dia a dia das empresas. 

Normalmente, esse comportamento fica disfarçado de “brincadeira” ou “divertimento”, mas pode ter vários efeitos negativos sobre os colaboradores, afetando o ânimo, as relações entre colegas, a motivação para trabalhar e até mesmo a autoestima e autoconfiança de uma pessoa. 

No Brasil existe, inclusive, uma Lei Federal, de número 13.185/2015, responsável por criar um programa de combate ao bullying. Além de esse objetivo, a legislação brasileira classifica esse comportamento de acordo com alguns tipos:

  • verbal: insultar, xingar e apelidar pejorativamente;
  • moral: difamar, caluniar, disseminar rumores;
  • sexual: assediar, induzir e/ou abusar;
  • social: ignorar, isolar e excluir;
  • psicológica: perseguir, amedrontar, aterrorizar, intimidar, dominar, manipular, chantagear e infernizar;
  • físico: socar, chutar, bater;
  • material: furtar, roubar, destruir pertences de outrem;
  • virtual: depreciar, enviar mensagens intrusivas da intimidade, enviar ou adulterar fotos e dados pessoais que resultem em sofrimento ou com o intuito de criar meios de constrangimento psicológico e social.

 

Muitas práticas tidas como “brincadeiras” são, na verdade, tóxicas e maldosas. São exemplos de comportamentos inapropriados, por exemplo, debochar ou fazer comentários que zombem das características de alguém – como cor da pele, peso, deficiência, orientação sexual, religião, entre outros. Além disso, xingar, apelidar, perseguir ou excluir alguém – no trabalho ou em qualquer outro contexto – é classificado como bullying.

Esse tipo de comportamento não pode ser admitido em um ambiente de trabalho saudável. Muitas vezes, as vítimas não têm coragem para denunciar esses casos, seja por vergonha ou mesmo por medo de represálias. Isso acaba contribuindo para manter comportamentos que discriminam e intimidam. A situação é agravada caso o bullying venha de colegas com um nível hierárquico mais alto, como chefes ou supervisores – configurado até mesmo casos de assédio.

Por se tratar de um comportamento repetitivo de intimidação, no longo prazo o bullying pode ter impactos muito graves sobre as vítimas – gerando consequências pessoais e profissionais muito sérias.

Confira algumas dicas de como combater o bullying no ambiente de trabalho:

  • Elaborar políticas que estimulem o respeito entre colegas
  • Dar acesso aos colaboradores a Canais de Denúncias para relato de comportamentos inapropriados
  • Ter atenção para relações interpessoais no trabalho
  • Promover palestras sobre ética, incentivando e boa postura no trabalho

 

Conclusão

Agora que você já sabe o que é bullying dentro das empresas e como ele pode se manifestar no ambiente de trabalho, está na hora de ficar atento às formas de combater esse tipo de comportamento negativo. 

O bullying muitas vezes fica “disfarçado”, sendo chamado de “brincadeira””, enquanto seus efeitos sobre os colaboradores não têm nada de divertido: são danosos e prejudiciais, podendo mesmo ser irreversíveis. 

Por isso, é importante que a organização deixe à disposição de seus colaboradores formas de relatar esse tipo de abuso durante a rotina de trabalho, cortando esse mal pela raiz.

Uma dessas ferramentas – aliada da organização na prática do compliance – é o Canal de Denúncias da Contato Seguro. Assim como Marcelo conseguiu relatar a prática de bullying na sua equipe, qualquer colaborador ou terceirizado pode denunciar comportamentos inadequados de que for testemunha, de forma totalmente segura e sigilosa.

O atendimento no Canal é feito por psicólogos totalmente treinados para reunir o máximo de informações possível, repassando o caso aos setores responsáveis na empresa para investigação e resolução dos problemas.

Com isso, a Contato Seguro ajuda seu negócio a garantir sempre um ambiente de trabalho agradável, seguro e saudável para sua equipe.

Os nomes, cargos e empresas citados neste texto são meramente ilustrativos. Qualquer semelhança com situações da vida real é mera coincidência.

Compartilhar:

Novidades

Como o Canal de Denúncias ajuda seu negócio a combater as irregularidades

Como combater irregularidades com o Canal de Denúncias

As irregularidades contribuem para que a empresa perca dinheiro, competitividade, fique com uma imagem negativa no mercado e, ainda, veja seus profissionais talentosos se despedirem da organização. Neste artigo você vai descobrir como a Contato Seguro ajuda seu negócio a combater as irregularidades com o Canal de Denúncias.

Receba


novidades e dicas

da Contato Seguro

Receba o melhor do nosso conteúdo direto no seu e-mail.

Preencha seus dados para receber nossa news: